Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ophélia

Livros. Filmes. Música. Poemas.

Ophélia

Livros. Filmes. Música. Poemas.


Publicado por Patrícia Caneira

22.04.22

Hoje celebra-se o Dia Mundial do Livro e uma das minhas grandes preocupações enquanto leitora é saber que nunca conseguirei ler todos os livros que existem no mundo. Nem mesmo os bons!

Mas contrariando esta pressão e apreciando a viagem que deve ser a leitura não deixo de achar piada às várias listas de livros que devemos ler que pautam a Internet. E por isso decidi perceber em que ponto estou nos tais 100 livros que devemos ler durante a nossa vida, lista elaborada pela plataforma Goodreads

Untitled design-2.png

  1. Mataram a Cotovia - Harper Lee
  2. Orgulho e Preconceito - Jane Austen
  3. O Diário de Anne Frank - Anne Frank
  4. 1984 - George Orwell
  5. Harry Potter e a Pedra Filosofal - J.K. Rowling
  6. O Senhor dos Anéis - J.R.R. Tolkien
  7. O Grande Gatsby - F. Scott Fitzgerald
  8. A Teia de Carlota - E.B. White
  9. Mulherzinhas - Louisa May Alcott
  10. O Hobbit - J.R.R. Tolkien
  11. Fahrenheit 451 - Ray Bradbury
  12. Jane Eyre - Charlotte Bronte
  13. E Tudo o Vento Levou - Margaret Mitchell
  14. A Quinta dos Animais - George Orwell
  15. À Espera no Centeio - J.D. Salinger
  16. As Aventuras de Huckleberry Finn - Mark Twain
  17. As Serviçais - Kathryn Stockett
  18. As Vinhas da Ira - John Steinbeck
  19. O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa - C.S. Lewis
  20. Os Jogos da Fome - Suzanne Collins
  21. A Rapariga que Roubava Livros - Markus Zusak
  22. O Deus das Moscas - William Golding
  23. O Caçador de Pipas - Khaled Hosseini
  24. Noite - Elie Wiesel
  25. Hamlet - William Shakespeare
  26. História de Duas Cidades - Charles Dickens
  27. Um Atalho no Tempo - Madeline L’Engle
  28. À Boleia pela Galáxia - Douglas Adams
  29. Um Conto de Natal - Charles Dickens
  30. Ratos e Homens - John Steinbeck
  31. O Jardim Secreto - Frances Hodgson Burnett
  32. Romeu e Julieta - William Shakespeare
  33. A História de Uma Serva - Margaret Atwood
  34. Admirável Mundo Novo - Aldous Huxley
  35. O Principezinho - Antoine Saint-Exupery
  36. O Pedaço que Falta - Shel Silverstein
  37. O Monte dos Vendavais - Emily Bronte
  38. The Giver - O Dador de Memórias - Lois Lowry
  39. Anne of Green Gables - L.M. Montgomery
  40. Macbeth - William Shakespeare
  41. As Aventuras de Tom Sawyer - Mark Twain
  42. Harry Potter e os Talismãs da Morte - J.K. Rowling
  43. Frankenstein - Mary Shelley
  44. A Biblia 
  45. Os Homens que Odeiam as Mulheres - Stieg Larsson
  46. O Conde de Monte Cristo - Alexandre Dumas 
  47. A Culpa é das Estrelas - John Green
  48. A Cor Púrpura - Alice Walker
  49. A Leste do Paraíso - John Steinbeck
  50. A Tree Grows in Brooklyn - Betty Smith
  51. Catch-22 - Joseph Heller
  52. A Sangue Frio - Truman Capote
  53. The Stand - A Dança da Morte - Stephen King
  54. Alice no País das Maravilhas - Lewis Carroll
  55. Era Uma Vez em Watership Down - Richard Adams
  56. Anna Karenina - Leo Tolstoy
  57. O Jogo Final - Orson Scott Card
  58. Grandes Esperanças - Charles Dickens
  59. Rebecca - Daphne du Maurier
  60. Memórias de Uma Gueixa - Arthur Golden
  61. As Aventuras de Sherlock Holmes - Arthur Conan Doyle
  62. Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J.K. Rowling
  63. O Velho e o Mar - Ernest Hemingway
  64. A Guerra dos Tronos - George R.R. Martin
  65. The Princess Bride - William Goldman
  66. Charlie e a Fábrica de Chocolate - Roald Dahl
  67. A Vida de Pi - Yann Martel
  68. Os Pilares da Terra - Ken Follett
  69. Os Miseráveis - Victor Hugo
  70. A Letra Escarlate - Nathaniel Hawthorne
  71. Drácula - Bram Stoker
  72. Harry Potter e o Príncipe Misterioso - J.K. Rowling
  73. Os Jogos da Fome: Em Chamas - Suzanne Collins
  74. Água aos Elevantes - Sara Gruen
  75. O Corvo - Edgar Allen Poe
  76. A Vida Secreta das Abelhas - Sue Monk Kidd
  77. Outlander: A Viajante Do Tempo - Diana Gabaldon
  78. Cem anos de Solidão - Gabriel Garcia Marquez
  79. The Poisonwood Bible - Barbara Kingslover
  80. Terra Abençoada - Pearl S. Buck
  81. A Mulher do Viajante no Tempo - Audrey Niffenegger
  82. A Odisseia - Homero
  83. Celebrating Silence - Sri Sri Ravi Shankar
  84. A Prayer for Owen Meany - John Irving
  85. As Dez Figuras Negras - Agatha Christie
  86. A Vida Imortal de Henrietta Lacks - Rebecca Skloot
  87. Pássaros Feridos - Colleen McCullough
  88. O Castelo de Vidro - Jeannette Walls
  89. Os Jogos da Fome: A Revolta - Suzanne Collins
  90. The Things They Carried - Tim O’Brien
  91. A Estrada - Cormac McCarthy
  92. O Décimo Primeiro Mandamento - Abraham Verghese
  93. Os Irmãos Karamazov - Fyodor Dostoevsky
  94. Siddhartha - Hermann Hesse
  95. Beloved - Toni Morrison
  96. Helen Keller: A História da Minha Vida - Helen Keller
  97. The Phantom Tollbooth - Norton Juster
  98. From the Mixed-up Files of Mrs. Basil E. Frankweiler - E.L. Konigsburg
  99. Em Parte Incerta - Gillian Flynn
  100. Crime e Castigo - Fyodor Dostoyevsky

 

Chego assim à conclusão que da lista li apenas 13 livros dos 100 recomendados e claro que há muito a dizer sobre isto. Em primeiro lugar sobre a lista, que para mim não é consensual, mas claro que nenhuma o é e para cada leitor existem livros que obrigatoriamente deveriam estar numa lista deste género. No meu caso senti falta de ver A Metamorfose de Franz Kafka ou o Travessuras da Menina Má de Mario Vargas Llosa, já para não falar de autores portugueses que para mim são incontornáveis, como Fernando Pessoa e José Saramago.

No entanto, estas listas são importantes porque também nos dão a conhecer obras das quais nunca tinhamos ouvido falar e confesso que algumas destas entraram já para a minha lista, como A Tree Grows in Brooklyn, o Beloved e o The Things They Carried. Outros já estão na estante a aguardar pelo meu tempo como o Diário de Anne Frank e o Jane Eyre. 

E existem outros que apesar de nunca ter lido já vi a adaptação, seja em filme ou em série, como a saga Harry Potter e a saga Jogos da Fome, O Grande Gatsby, O Hobbit, As Serviçais, Romeu e Julieta, A História de Uma Serva, A Guerra dos Tronos, Charlie e a Fábrica de Chocolate, A Vida de Pi, Os Miseráveis e Em Parte Incerta. 

De uma forma honesta e mesmo acreditando que ainda vou viver muitos anos, sei que não irei ler todos os livros da lista, nem de outras parecidas. E o mais bonito de existirem tantos livros no mundo é que podemos fazer escolhas mesmo sabendo que eventualmente vamos perder grandes histórias. Até porque muitas outras vamos ganhar pelo caminho.

Agora passo a bola para esse lado, quantos livros já leram por aí desta lista?



Publicado por Patrícia Caneira

01.04.20

adoraveis-mulheres-filme.jpg

Aos 12 anos, debaixo da árvore de Natal estava um embrulho que denunciava o presente. O livro trazia na capa tecidos antigos e colares de pérolas e o título escrito a negro "Mulherzinhas". Talvez na altura os meus interesses fugissem um pouco do que ali estava escrito mas com o passar dos anos, Louisa May Alcott tornou-se uma escritora incrível, que ali punha uma história incrível sobre o que é isto de ser mulher.

 
Este ano, o livro de 1868 transformou-se em sétima arte pela sétima vez e para os que estavam reticentes na fidelidade e cuidado da adaptação, Greta Gerwig conseguiu-o com mestria e o resultado está à vista. A academia nomeou "Mulherzinhas" para Melhor Filme, Melhor Atriz com Soarise Ronan, Melhor Atriz Secundária com Florence Pugh, para Melhor Guião Adaptado, Melhor Banda Sonora e ainda Melhor Guarda-Roupa.
 
O filme conta a vida das irmãs March, muito unidas e igualmente distintas entre si. Meg, interpretada por Emma Watson que se distinguiu no cinema na saga Harry Potter, é a irmã mais velha e equilibrada, Beth (Eliza Scalen) é a mais bondosa das quatro, Amy (Florence Pugh) a irmã mais nova, destacada pela sua beleza e espírito de bon vivant. Por fim, a figura central da história, a irreverente, revolucionária e sonhadora Jo, que Saoirse Ronan interpreta na perfeição. 
 
Não só a história é emocionante, como a realizadora Greta Gerwig conseguiu trazer ao grande ecrã os detalhes mais específicos da época, desde as paisagens, aos detalhes e ao guarda-roupa, tudo encaixa de forma fluída no romance que apaixonou jovens e adultos por todo o mundo. Contrariamente ao livro, que tem uma coerência temporal bem marcada, a sétima adaptação ao cinema traz saltos temporais, entre 1861 e 1868, que tornam a história mais ágil e interativa. 
 
Do elenco, fazem ainda parte Laura Dern no papel de mãe, Meryl Streep que interpreta de forma sarcástica e bem definida a tia rica e solteira da família, Bob Odenkirk, Timothée Chamalet e Louis Garrel. A evidência de que a história gira em torno de Jo e da sua necessidade de contrariar o que é expectável para as mulheres, nenhuma personagem secundária é esquecida, bem pelo contrário, todas as personalidades são bem preparadas e encaixam na medida certa com o decorrer do filme.
 
Numa altura em que o empoderamento feminino está nas bocas do mundo, ainda com um longo caminho a percorrer, ver esta luta tão presente num romance do século XIX é um dos mais bonitos presentes. Louisa May Alcott, a autora original do livro, inspirou a obra na sua própria história e outro dos momentos irresistíveis do filme são as cenas finais em que assistimos ao fabrico e impressão do próprio romance, que aqui aparece como se fosse de Jo. 
 
"Mulherzinhas" retrata a vida de muitas mulheres diferentes, mas o que aprendemos com a história é que todas temos um pouco de cada uma delas em nós, a paixão de Meg, a beleza de Amy, a bondade de Beth e sobretudo a independência de Jo. 
 
Mulherzinhas
Greta Gerwig
Baseado na obra de Louisa May Alcott
Drama/Romance
134 min
★★★★☆

Sobre mim

foto do autor

Ophélia está a ler

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub